E os cabelos? o que eu faço com eles?

Por que é importante que a mulher madura (50+) se sinta confortável com sua aparência, em vez de seguir modismos?

Os cabelos tem muita importância na nossa cultura, nessa sociedade que privilegia a juventude o envelhecimento é visto como castração. Os cabelos fazem parte do corpo externo, do ego, está ligado a identidade, seja numa situação narcísica de exagerado culto à vaidade, seja de cuidados com a vida, os cabelos têm posição de destaque. por isso é tão importante para a mulher que possa usá-los de acordo com seus desejos sem que precise seguir a moda que muda constantemente.


Hoje há um certo modismo, intensificado pela pandemia, de deixar os fios ao natural (brancos) como se fosse uma questão de assumir a idade que tem. Assumir a idade vai além da aparência? Por quê?

Os cabelos brancos surgem primeiro na região temporal, que significa tempo e nos mostra que ele passou, estamos mais perto da morte, precisam ser rapidamente pintados para ocultar este horror assumir a idade representa assumir nossa finitude. E pode trazer um horror para certas mulheres. Assumir a idade é se sentir confortável com a percepção do novo corpo e da proximidade do fim.


Como a mulher pode se fortalecer - e fortalecer a autoestima - e deixar os cabelos como bem quiser: azuis, rosas, verdes, naturais, etc.

Os cabelos estão ligados a imagem, a beleza, ao que transmitimos em uma primeira visão, seja numa situação narcísica de exagerado culto à vaidade, seja de cuidados com a vida, os cabelos têm posição de destaque. Ao ter mais consciência de si e do seu desejo a mulher madura irá, com mais liberdade usar o tipo de cabelo que desejar naquele momento, se reencontrando psiquicamente e os pintando da cor que desejar.



1 visualização0 comentário